Quem muito escolhe...

Diz a sabedoria popular que "quem muito escolhe, pouco acerta"...

Vejo-me obrigada a concordar que, havendo dois ou três cenários possíveis, e uma mente ansiosa de desfechos bonitos, reúnem-se as condições para a análise exaustiva de toda e qualquer variável, até que todas elas tenham perdido o seu encanto e se transformem em algoritmos, dúvidas e pedaços de um todo retirados do contexto.

Às vezes a solução é dar um passo atrás para depois poder dar dois em frente.

3 comentários:

Ursinho de peluche disse...

Gosto!

Sandra disse...

Está na altura de nascer o comité de apoio às escolhas.

sofia disse...

Sandra, vou começar a fazer a organizar uma reunião de conselheiros (tipo conselheiros de Estado) cada vez que houver uma decisão importante a tomar, que tal? :p