...


Reflexo...
Sou eu olhando as águas calmas e eu também retribuindo o mesmo olhar. Como num sonho imagino-me num cenário idílico onde as cores da natureza se confundem comigo e com os meus pensamentos. Fecho os olhos e vejo-me melhor do que nunca.

4 comentários:

Eeyore disse...

São blogs como o teu que fazem do meu um "blog que segunda"! :) Apesar do tom tristonho, devo admitir que fiquei quase que deslumbrada com a tua escrita. Continua! Ganhaste uma leitora assídua!

Ah, e já agora - bom poema! (não este post, um mais antigo...) Mas muito bom poema! Invejável por quem adorava fazer poemas assim, mas que por uma ou outra razão (onde falta de jeito predomina!) não consegue - eu, portanto!

Boa sorte! :)

sofia disse...

Lamento o tom tristonho... ultimamente o meu humor tem estado muito abaixo do nível basal e quando assim é não consigo escrever de outra forma.
É importante para mim que as pessoas gostem do que escrevo. Isso inspira-me a escrever coisas mais alegres :)

Jotomicron disse...

Sabes que gostamos. Por vezes é difícil identificarmo-nos, ou talvez mesmo compreender a totalidade da mensagem que queres transmitir! Mas a tua escrita é, de facto, soberba =)

E perdoa a ausência de comentários, mas sabe que eu ando por aqui, lendo... *

Jotomicron disse...

Ah, que totó, esqueci-me que havia uma foto paa comentar... Uma foto maravilhosa!

A mim faz-me pensar em viagens pelo mundo, ver culturas diferentes, ver locais estranhos... A diversidade do mundo deslumbra-me.